/* */ Cor Sem Fim: Março 2016

28.3.16

As Aventuras da Ju | Vamos a Barcelona?

Vamos. E viemos. Fomos na madrugada de sexta para sábado, à uma da manhã. Fizemos a viagem durante a noite. Quase 1100km feitos em quase 8 horas. Primeira paragem: Valência.

Os dias que se seguiram foram fantásticos. Visitámos tudo o que tinha planeado: desde as Ramblas ao Parc de la Ciutadella, do Bairro Gótico à Sagrada Família e a outros sítios lindos e especiais de que falarei nos próximos posts. Espero abrir-vos o apetite para irem visitar Barcelona!

Fui a Barcelona. Vamos?

14.3.16

Bilhetes Jazz Fest - SORTEIO

PASSATEMPO ENCERRADO

Para quem não sabe, fiz um sorteio de bilhetes para o Jazz Fest Portalegre dias 11, 12, 18 e 19 de março. Os bilhetes (e os concertos) de 11 e 12, obviamente, já foram. Mas os bilhetes para 18 e 19 ainda estão em sorteio! Querem saber como participar? Aqui estão as regras:

1. GOSTAR da página Cor Sem Fim
2. GOSTAR desta publicação
3. IDENTIFICAR UM AMIGO para ir com vocês
4. RESPONDER À PERGUNTA (via FACEBOOK): que pergunta gostavam de ver feita aos artistas que passam pelo CAE Portalegre e pela Quina das Beatas?
Têm até às 23:00 de dia 16 de março para participarem. As perguntas mais originais, ganham bilhetes duplos !


CONCURSO VÁLIDO UNICAMENTE VIA FACEBOOK E VIA INSTAGRAM.
P.S.: Podem ver o nome dos artistas na foto


11.3.16

Eu perguntei, Alice respondeu



Os Alice: as princesas. A banda que tocou após os Them Flying Monkeys. Todos escolheram como brinquedo de infância os Legos, à excepção do Guilherme. O primeiro concerto marcou-os; foi no Music Box. O Bernardo já não faz parte há 2 anos, o Diogo saiu recentemente e têm uma nova Alice: mais um Vítor.  Agora são cinco: Afonso Alves e António Santos de 22 anos, Guilherme Baptista e Vítor Hugo de 24 anos e a nova Alice: Vítor Teixeira de 28 anos. Ah! E porque é que se chamam Alice? Leiam aqui a entrevista completa.

9.3.16

Eu perguntei, Them Flying Monkeys respondeu

Foi uma entrevista divertida. Gente nova e com espírito maluco, com um nome que remonta a situações engraçadas (ou será só mais uma desculpa inventada?) e ainda uma queda a meio da entrevista, assim foi a conversa com os Them Flying Monkeys. Ainda estão a tirar o seu curso superior, nunca tinham tocado em Portalegre e definem-se como "super giros (e) basta". Não pensam em cantar em português neste projecto. Quase que dava para fazer uma anedota: o que acontece quando se junta dois engenheiros, um cientista da música, um filósofo e um artista de espectáculo?


"Temos todos patroa e nas horas livres é uns com os outros" - Diogo, Them Flying Monkeys, quando lhes perguntei se eram solteiros ou comprometidos

Querem saber mais sobre eles? Vejam aqui a entrevista completa.


3.3.16

Eu perguntei, David Pessoa respondeu

David Pessoa foi o artista que abriu o concerto dos The Black Mamba. No final, quando os The Black Mamba estavam a dar autógrafos e a tirar fotografias, David estava à parte à espera. Então achei "porque não entrevistá-lo?". E assim foi. Foi uma entrevista flash, para a qual nenhum dos dois estava preparado. Demorou doze minutos a responder às minhas perguntas e foi uma conversa muito agradável. É filho de pai transmontano e mãe alentejana. Já actuou nos Estados Unidos. Já passou por vários estilos de música e tem uma banda de funaná, mas agora assume-se em nome próprio.

Curiosos? Leiam mais deste Pessoa maravilhoso aqui.



2.3.16

Eu perguntei, The Black Mamba respondeu


The Black Mamba deve ter sido a "maior" banda que já entrevistei. Quero dizer, é uma banda que se calhar muitos de vocês conhecem mais facilmente, do que as outras de que já falei. Assisti aos ensaios deles, fui com eles até ao restaurante, vi o concerto (apesar de eu estar extremamente doente). O Miguel e o Pedro (adoro a junção Pedro Miguel) são fantásticos, super simpáticos e têm ambos vozes maravilhosas. Completam-se um ao outro e, por terem gostos diferentes e parecidos, equilibram esta banda maravilhosa. Eram três os membros fundadores, mas agora já só são eles (acompanhados de músicos fantásticos: Pity, Pombinho, uma equipa fantástica (todos com vozes maravilhosas, mesmo não cantando, capaz de derreter qualquer alminha) e o querido Pessoa, que abriu o concerto deles em Portalegre). Um prefere frutas, outro vegetais. Um prefere salas emblemáticas, e outro espaços mais exteriores. Um tem (quase) 32 anos e o outro 36.

Querem saber mais? Vejam aqui o resto da entrevista destes seres fofinhos. 

1.3.16

Março e seus planos

Março é um mês que vem recheado de coisas: viagens, baptizados, aniversários e datas festivas. Por favor, sê simpático