/* */ Cor Sem Fim: As Aventuras da Ju: Contextualização

18.4.15

As Aventuras da Ju: Contextualização

Viajar de autocarro não é assim tão mau. - Ju, 2015

Acreditem, isto, vindo de mim, é um sucesso alcançado. Eu sou o tipo de rapariga que odiava, repito, odiava visitas de estudo. E não estou a exagerar. Meterem-me num autocarro para ir até Lisboa era uma tortura. Para toda a gente: para mim porque não queria e só o facto de o autocarro estar a trabalhar comigo lá dentro era um pesadelo; para os meus pais porque eu implorava para não ir; para os meus professores que, coitados, lá tinham que me aguentar desesperada nos primeiros quilómetros; e para os meus colegas que ficavam preocupados e eles mesmos nervosos de me verem assim. Mas (GRAÇAS A DEUS!) já combato isso melhor.

"Estávamos no ano de 2012. A escola organizou uma viagem a LONDRES. A Londres, Deus meu, a Londres! Aquele meu destino de sonho, aquele a que eu pensei que nunca iria! Não poderia perder esta oportunidade nem por nada deste mundo. Quis saber pormenores, obviamente. Perguntei ao professor responsável e havia duas opções: ir até Madrid de autocarro e lá apanhar o avião OU ir de Portalegre a Londres sempre de autocarro, com paragem em Paris. Hesitei. IMENSO. Afinal, se ir de autocarro até Lisboa era uma tortura, como seria ir até Londres? Tinhamos que passar naquele comboio por baixo do canal da mancha. A minha mãe convenceu-me. 'É Londres, Joana, não é aonde sempre quiseste ir? Não é o teu destino de sonho?' Verdade. Tinha que ir. Não podia perder. MAS não queria ir de avião. Ok, vamos lá de autocarro. Vamos lá controlar os nervos e pôr-nos dentro daquele transporte que não faz mal a ninguém e ainda paramos em Paris. Tem calma Joana, os teus pais também vão. E vai gente da tua turma. E vão amigos teus. Vais-te divertir, vais ver. E fui. Claro que os primeiros quilómetros me custaram, mas valeram bem a pena."

Depois hei-de vos contar mais sobre esta viagem. Até lá, Amesterdão é o tema falado aqui. Foi a minha terceira viagem e, apesar de todas as peripécias pelas quais o autocarro desta viagem passou, eu já não sofro tanto de autocarro. A menos que tenha que ir até Lisboa.

Sem comentários:

Enviar um comentário