/* */ Cor Sem Fim: Feminismo #2

22.2.15

Feminismo #2

"Tenho alguma autoridade para dissertar sobre este assunto. Sou o exemplo acabado do homem português hipócrita. Bem-intencionado? Sem dúvida. Mas hipócrita. Aproveitando todo e qualquer pretexto para, enquanto condeno publicamente a desigualdade, tirar partido dela. Não de uma forma vil ou sequer consciente. Não sou um tirano, nem um filho da mãe." - Nuno Markl


Toda aquela história do feminismo no post anterior tem uma razão para ser agora: não só a minha recente descoberta da plataforma Maria Capaz mas também a recente crónica por parte de Nuno Markl na mesma plataforma. Devo dizer que gosto imenso do Nuno Markl e gosto daquilo que conheço do seu trabalho. E depois desta crónica, fiquei ainda a gostar mais. 

Markl foi capaz de descrever parte daquilo que penso relativamente à diferença entre homens e mulheres numa crónica maravilhosa. Deviam lê-la. Aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário